Gastrão é a oportunidade única de atualização do conhecimento sem sair do Brasil, diz o prof. Ivan Cecconello

A 43ª edição do Gastrão, que começa na próxima quarta-feira, dia 29, ganha especial importância por permitir ao médico que trabalha no dia a dia o conhecimento, a discussão e uma visão do que há de mais importante na especialidade, inclusive quais as tendências e o que se pode esperar de um setor extremamente dinâmico da Medicina, que está em constante evolução.

A colocação é do professor Ivan Cecconello, para quem a atual crise econômica e a elevação do dólar torna mais difícil ao médico acompanhar ‘in loco’ os congressos do exterior. Foi por esse motivo que a organização do Gastrão se esmerou na escolha dos convidados internacionais, cujas conferências vão detalhar o que há de mais moderno, as pesquisas, os resultados e novos procedimentos, em suma, o ‘estado da arte’ em áreas como cirurgia de esôfago, estômago, fígado, colo, reto, obesidade mórbida e transplante de fígado.

Os quatro cursos previstos se destinam justamente à atualização e capacitação do profissional, e Ivan Cecconello cita o 43º Curso de Atualização de Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia e Transplantes, o 25º Curso Internacional de Endoscopia Digestiva Terapêutica, o 7º Simpósio Internacional de Oncologia Clínica e Cirúrgica do Aparelho Digestivo, centrado na discussão de casos clínicos e novas condutas terapêuticas, o Curso de Atualização em Gastroenterologia, mas não esconde um apreço especial pelo 3º Campeonato Mundial de Cirurgia Minimamente Invasiva.

Nesse campeonato, diz ele, um convidado internacional e um do Hospital das Clínicas fazem o mesmo procedimento e, por votação, é dado um prêmio para o melhor vídeo, uma premiação que considera extremamente democrática.

Associado adimplente tem desconto

O professor Ivan Cecconello diz que, pela importância do evento e para que mais médicos possam acompanha-lo, o CBCD garante desconto ao associado adimplente e ressalta que, além das conferências de altíssimo nível, o Gastrão é também o momento em que se realiza a prova para os médicos que pleiteiam o título de especialista e a sempre emocionante solenidade de admissão dos novos membros do CBCD, que está em franca expansão.

Ex-presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, o professor Ivan Cecconello lembra que o Gastrão nasceu há 43 anos na Disciplina de Cirurgia do Aparelho Digestivo do HC da Universidade de São Paulo, tendo então como hoje o mesmo objetivo, que os profissionais mais experientes passem adiante sua experiência e conhecimento para as gerações de médicos que se sucedem.

O professor Cecconello não esconde o orgulho pela importância, pelo crescimento e pelo reconhecimento internacional que o evento ganhou desde que, há tanto tempo, foi iniciado pelo Prof. Arrigo Raia e pelo saudoso professor Henrique Walter Pinotti, além de outros professores. “Foi então criado o CBCD, foi implementada a revista Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva – ABCD, atualmente indexada nas principais bases de dados mundiais e, mais importante, a AMB reconheceu a Cirurgia do Aparelho Digestivo como especialidade”, conclui ele.